Home Notícias Abstenção do exame de classificação do IFSC é de 18,7%
Abstenção do exame de classificação do IFSC é de 18,7% PDF Imprimir E-mail
Seg, 11 de Junho de 2018 13:14

Candidatos e famílias no Câmpus FlorianópolisO índice geral de abstenção no exame de classificação do IFSC realizado na tarde deste domingo (10) foide 18,7%, nos câmpus de Chapecó, Florianópolis, Gaspar, Jaraguá do Sul – Centro, Joinville e São José.

O câmpus com maior índice foi o de São José, com 23,7% de abstenções. Ou seja, dos 333 inscritos, 79 não compareceram para fazer a prova. Gaspar registrou o menor índice, 11,9%. Dos 118 inscritos, 14 não foram fazer a prova. No câmpus com maior número de inscritos, Florianópolis, dos 1086 candidatos, 212 não compareceram, um percentual de 19,5%.


Veja o índice de abstenção por câmpus:

Chapecó – 14,2%
Florianópolis – 19,5%
Gaspar – 11,9%
Jaraguá do Sul – Centro – 18,1%
Joinville – 14,6%
São José – 23,7%

Clique aqui para ver a tabela completa.

Candidatos contam por que escolheram o IFSC e avaliam a prova

JOINVILLE ALINE E BEATRIZAs amigas Aline Schafer, de 15 anos, e Beatriz Taborda, de 16, foram as primeiras a chegar para o exame de classificação no Câmpus Joinville. Elas optaram pelo curso de Eletroeletrônica e pelo IFSC por dois motivos: o ensino de qualidade e a parte profissionalizante. “Assim, a gente já sai do Ensino Médio com uma profissão”, explicam. Aline e Beatriz são de Garuva e vieram com os pais e a irmã mais nova de Beatriz, Juarez, Lucinea e Rafaela. Mas o programa em família é só no dia da prova. Elas já viram que existe transporte escolar para Joinville e especificamente para o IFSC.

Para comprovar que a melhor propaganda é feita por quem estuda no IFSC, a estudante Tainá Mattei, do 5º módulo de Mecânica, veio acompanhar a irmã Laís e o primo Arthur até a porta da sala de prova. “Ela foi nossa maior influenciadora. Vive falando do IFSC, do ensino de qualidade e de como é bom estudar aqui”, contam os candidatos, que querem seguir o mesmo curso de Tainá. “Falei tudo que é bom no IFSC e também das listas de exercícios do final de semana, mas nem assim eles pensaram em desistir”, brinca Tainá.

prova lucasO estudante Lucas Zancanaro Müller, 14 anos, realizou a prova para o curso de Eletrônica, no Câmpus Florianópolis. Ele ainda não completou o 9º ano do ensino fundamental e fez a prova como treino. “O que eu já estudei foi normalzinho. Achei a prova mediana”, afirma. Agora, ele está mais confiante para participar da seleção no final do ano no curso que escolheu por afinidade. Lucas esteve acompanhado dos pais, Marilena Zancanaro e Marcos Müller. Segundo Marilena, como foi a primeira prova do filho, ela achou melhor acompanhá-lo até o câmpus para dar segurança e apoio.

Marcos e Marilena acham que fazer um curso técnico ao mesmo tempo que o ensino médio é um diferencial para o futuro profissional do filho, mesmo que ele opte por uma faculdade depois. “Faltam no Brasil pessoas formadas em ensino técnico. É um curso que você já sai com uma profissão, além de só se preparar para o vestibular”, completa Marcos.

prova augusto mariaA estudante Maria Vitória Gonçalves, 14 anos, fez a prova para o curso de Eletrotécnica no Câmpus Florianópolis. Ela achou a prova de Matemática bem difícil. Enquanto aguardava uma colega sair do local de prova, encontrou o amigo Augusto Soares, 16 anos, que já é aluno do curso de Eletrotécnica do IFSC. “Estou gostando muito do curso. Espero que ela passe também”, conta.

Na saída do exame de classificação, os comentários sobre a prova são inevitáveis. E até quem não se conhece fica amigo. Entre uma pergunta e outra, o Gustavo Hasselmann Alves e o Gustavo Murilo Haak descobriram que têm muito mais em comum que o nome e a idade – 15 anos. Os dois optaram pelo curso de Mecânica, no Câmpus Joinville; são melhores em matemática, mas na prova foram melhor em português; estudaram muito e acreditam que vão conseguir passar. O ensino de qualidade e a integração entre o Ensino Médio e o curso técnicos foram os fatores que os trouxeram para o IFSC. A diferença é que Gustavo Alves fez a prova pela primeira vez. Já o Gustavo Haak está em sua segunda tentativa. “Da outra vez, acertei 15 perguntas. Agora, acho que fui melhor. Só fiquei mais nervoso, mas como estudei mais, deve compensar.”

O gabarito preliminar está disponível aqui. A lista de candidatos aprovados será publicada em 9 de julho na página de Resultados.

Por Carla Algeri e Liane Dani | jornalistas IFSC.

 

 

DESTAQUES

 

EditalIntercambio

 

banner1

 

FORMATURA

 

conviva 

 

horario docentes

 

cursos FIC

 

discussao RI

 

icone docentes horarios atividades

 

Nós temos 161 visitantes online
Para visualizar PDF você precisa do Adobe Reader: Clique aqui para baixar.