Home Notícias Eleições IFSC 2019: Conheça as propostas dos candidatos à direção-geral
Eleições IFSC 2019: Conheça as propostas dos candidatos à direção-geral PDF Imprimir E-mail
Ter, 29 de Outubro de 2019 14:06

Eleicoes2019O Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) realiza em 13 de novembro as eleições para o cargo de reitor e de diretores-gerais de 21 câmpus. Para a Reitoria, concorrem quatro candidatos: André Dala Possa (André), Consuelo Aparecida Sielski Santos (Consuelo), Marco Antônio Vezzani (Vezzani) e Maurício Gariba Júnior (Gariba). Para o Câmpus Florianópolis, concorrem dois candidatos: Ângela Kirchner (Ângela) e Zízimo Moreira Filho (Zízimo).  Pela primeira vez, as eleições poderão ocorrer em até dois turnos.

Saiba um pouco mais sobre cada candidato ao Câmpus Florianópolis:

Foto AngelaÂngela: Enfermeira, Especialista em Saúde da Família, Mestre em Enfermagem, formações pela UFSC. Atua na enfermagem desde 1991, trabalhou na Assistência Social São Sebastião, PMF, SED-SC, SES-SC, HU/UFSC e Prefeitura Municipal de Palhoça, foi coordenadora do CS Madri. Atuou na fundação e membro do CMS de Anitápolis. Servidora Docente no IFSC desde 2010, foi do Cepe, CPPD, Colegiado DASS e suplente no Colegiado do Câmpus. Coordenadora do Curso Técnico em Enfermagem e Coordenação de Estágio do Curso.



zizimo 2Zízimo: Professor no DAMM há mais de 32 anos, tendo iniciado a carreira em 1987 ainda na antiga ETF-SC. Engenheiro Mecânico, tecnólogo em automação industrial, especialista em automação e informática e Mestre em Ciência e Engenharia de Materiais. Atuou como Diretor de Administração e Planejamento enquanto o IFSC ainda era Cefet-SC. Foi Coordenador do Curso Técnico em Manutenção Automotiva e do Curso Técnico em Automobilística. Foi representante no Conselho Diretor no Cefet-SC e no Consup do IFSC.

Confira abaixo as propostas de cada candidato em relação a alguns assuntos específicos. Cada um teve direito a 750 caracteres, com espaços, para apresentar suas ideias para cada tema. Os textos que ultrapassaram esse limite foram editados, retirando-se apenas os caracteres excedentes:

- Estudantes 

Ângela: Os dados da evasão dos estudantes no câmpus são preocupantes. A taxa de evasão em 2018 foi de 42%. Como proposta para essa questão iremos (re)elaborar o Plano Estratégico de Acesso, Permanência e Êxito dos Estudantes considerando diversas e articuladas ações referentes ao ingresso, acolhimento e acompanhamento do processo de ensino-aprendizagem, co-responsabilizando a comunidade escolar e respeitando as especificidades de atribuições dos envolvidos, no atendimento das necessidades dos estudantes em termos pedagógicos e psicossociais, das questões de moradia, alimentação, saúde, democratização a cultura digital, assim como de acesso aos serviços educacionais especializados.

Zízimo: Estimular e garantir a participação discente nos espaços deliberativos e consultivos. Ampliar o diálogo construtivo entre a Direção e as entidades de representação estudantis; Melhorar infraestrutura, espaços comuns e de convivência; Buscar parcerias, convênios e patrocínios para viabilizar recursos financeiros a equipes esportivas; Incrementar programas de apoio a grupos PET, empresas juniores, escritórios modelos e núcleos de empreendedorismo; Estimular a participação em competições, proporcionando desafios a estudantes com habilidades e aptidões específicas; Estabelecer políticas sistemáticas de permanência e êxito, tais como: ações de reforço escolar, envolvimento de alunos em projetos de pesquisa e extensão, incentivo às artes e ao esp

- Docentes  

Ângela: Executar a escuta ativa quanto as suas necessidades e sugestões, fomentando melhorias quanto as suas condições de trabalho, em prol da sua saúde e o bem-estar no desempenho de suas atribuições profissionais. Incentivar a formação continuada em serviço abordando temáticas para o aperfeiçoamento das suas atividades de ensino, pesquisa e extensão, assim como apoiar os afastamentos para pós-graduação. (Re)avaliar o Plano de Ofertas de Cursos e Vagas (POCV) do câmpus, considerando estudos estratégicos de demandas dos arranjos produtivos, sociais e culturais da região, em permanente diálogo com a comunidade escolar, sempre respeitando as decisões das instâncias coletivas

Zízimo: Dinamizar o uso das Tecnologias de Informação e Comunicação a favor do Ensino; Disseminar o conhecimento de práticas pedagógicas bem sucedidas, bem como oportunizar o desenvolvimento de práticas inovadoras, que tenham como objetivo democratizar o acesso à informação e dinamizar tempo-espaço da aprendizagem; Aproximar e aprimorar a relação da Direção-Geral junto aos Departamentos e Coordenadorias de cursos; Potencializar as oportunidades de incentivo aos grupos de pesquisa e fomentar a acreditação e certificação dos laboratórios de pesquisa; Ampliar a participação de professores em atividades e eventos no exterior; incrementar a participação do Câmpus nos apoios internos e externos para programas, projetos e ações de pesquisa e extensão.

- Técnicos Administrativos  

Ângela: Executar a escuta ativa quanto as suas necessidades e sugestões, a fim de aprimorar a estrutura físico-organizacional e de pessoal dos ambientes do câmpus em permanente diálogo com a comunidade escolar, sempre respeitando as instâncias coletivas, de forma a qualificar o desenvolvimento do trabalho pedagógico para permanência e êxito dos estudantes. Entendemos que a flexibilização da jornada de trabalho proporciona maior eficiência no atendimento a todos os segmentos da comunidade escolar, potencializando a qualidade de vida no trabalho. É preciso valorizá-los(as) como protagonistas na construção da política de acesso, permanência e êxito.

Zízimo: Garantir mecanismos e condições para a participação dos Servidores em programas de formação e pós-graduação como processo estratégico; Ampliar os programas de segurança e Qualidade de Vida do Trabalho (QVT); Promover a Saúde e bem estar do servidor; Valorizar os talentos individuais; Favorecer o uso da tecnologia de informação a favor dos servidores e alunos e dos processos que cada um faz parte; Reestruturar, ampliar e criar espaços de comunicação entre a Direção do Campus, professores, alunos e técnicos administrativos; Valorizar e privilegiar os setores técnicos e tecnológicos do Campus para solucionar problemas de interesse da Instituição; Ampliar o diálogo construtivo entre a Direção do Câmpus e as entidades de representação de servido

- Gestão  

Ângela: Consolidar o modelo orientado para as pessoas, que favoreça a adoção de princípios pautados na ética, na transparência, democracia, na construção coletiva, na autonomia, no respeito às instâncias, no diálogo permanente, na isonomia de tratamento e na humanização, bem como na adoção de visão estratégica, prospectiva e sistêmica, que tenha como foco o alcance das finalidades educativas de formação profissional, científica e tecnológica.  Para atender aos princípios elencados destacamos como  políticas transversais do nosso plano de gestão: a permanência e êxito dos estudantes, a qualidade de vida dos servidores e a formação continuada em serviço.

Zízimo: Reestruturar a matriz orçamentária do Câmpus Florianópolis com revisão dos parâmetros quantitativos e qualitativos, com prioridade ao ensino, pesquisa e extensão; Estabelecer sistemáticas para o planejamento estratégico institucional do ensino no Câmpus Florianópolis; Priorizar ações de gestão sustentável no Câmpus Florianópolis; Promover a integração dos servidores do Câmpus Florianópolis com estímulo e apoio a sua capacitação e formação; Implementar ações a fim de melhorar a agilidade dos processos e projetos, vinculados às diversas áreas; Reestruturar fluxos e processos administrativos, bem como divulgar informações a respeito do funcionamento dos mesmos, para que todos os envolvidos possam acompanhá-los adequadamente.

- Relacionamento com a comunidade 

Ângela: Dialogar de forma permanente com os diversos segmentos da comunidade do câmpus Florianópolis, e comunidade externa, para construção de propósitos educacionais comuns. Aproximar-se junto à comunidade externa, por meio de eventos e projetos de extensão e pesquisa, buscando atender suas necessidades. Ampliar e qualificar as estratégias de comunicação e divulgação das ofertas de vagas, assim como das produções científicas e tecnológicas nas diversas áreas do conhecimento.

Zízimo: Ampliar ações que incentivem uma maior participação da comunidade nas várias modalidades científicas, esportivas e artísticas do Câmpus. Fortalecer, sistemicamente, o desenvolvimento de atividades esportivas e artístico-culturais envolvendo estudantes, servidores e comunidade, sempre em articulação com ensino, pesquisa e extensão; Reforçar a interatividade, o dinamismo e a possibilidade de trazer mudanças a dimensão sociocultural das pessoas com uso de ambientes colaborativos, inclusive com a comunidade; Estabelecer estratégias no incentivo à pesquisa aplicada na solução de problemas técnicos, de interesse social e de desenvolvimento sustentável, permitindo estabelecer parcerias com o setor produtivo.



O período de campanha eleitoral vai até 11 de novembro. Os planos de gestão completos estão disponíveis na páginas das Eleições 2019 do IFSC.


Sobre as eleições no IFSC

A eleição em primeiro turno será realizada em 13 de novembro. Se houver segundo turno, a votação será em 5 de dezembro.

Participam da escolha dos dirigentes alunos e servidores. Todos os servidores e alunos votam para o cargo de reitor(a). Os estudantes e servidores lotados no câmpu também votam para direção-geral do câmpus.

Votação

O processo de consulta eleitoral será por meio de voto secreto, presencial e facultativo. Conforme decreto nº 6.986/2009, a classificação dos candidatos é feita de acordo com o peso de cada segmento, sendo 1/3 para docentes, 1/3 para técnicos administrativos e 1/3 para alunos. Para efeito de classificação, não serão considerados válidos os votos brancos e nulos.

Será considerado eleito em primeiro turno o candidato que, ao final deste turno, apresentar índice de votação superior ao somatório dos demais candidatos. Não havendo candidatura que apresente índice de votação superior ao somatório dos demais candidatos no primeiro turno, será realizada consulta em segundo turno, com a participação somente das duas candidaturas que alcançaram os maiores índices gerais de votação no primeiro turno.

Cronograma

Veja as principais datas do calendário eleitoral:

- Período da campanha eleitoral: 15 de outubro a 11 de novembro
- Eleição 1º turno: 13 de novembro
- Divulgação dos resultados: 14 de novembro
- Período da campanha 2º turno: 20 de novembro a 29 de novembro
- Eleição 2º turno: 5 de dezembro
- Divulgação dos resultados: 6 de dezembro
- Homologação dos resultados no Conselho Superior: 16 de dezembro
- Data provável da posse: 20 de abril de 2020

Por Assessoria de Comunicação e Marketing.

 

DESTAQUES

 

EDITAL033

 

SNCT CERTIFICADOS

 

eleições2019

 

EditalIntercambio

 

FORMATURA

 

ouvidoria

 

icone docentes horarios atividades

 

Nós temos 110 visitantes online
Para visualizar PDF você precisa do Adobe Reader: Clique aqui para baixar.